Governador Romeu Zema recebe representantes das Apaes de Minas Gerais

0
94
Governador Romeu Zema reune com a Federação das APAES de MG. Data: 11-03-2019. Local: Gabinete/ Tiradentes Foto: Renato Cobucci / Imprensa- MG

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, recebeu nesta segunda-feira (11/3), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, representantes das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) do Estado.

 Minas Gerais é o estado com o maior número de Apaes no Brasil, com 453 unidades. Segundo a Federação Nacional das Apaes em Minas Gerais (Feapaes-MG), cerca de 80 mil pessoas são atendidas diretamente e outras 300 mil indiretamente pela instituição. As unidades desenvolvem as atividades por meio de convênios com os governos federal e estadual e de doações de voluntários.

Durante o encontro, o governador ressaltou a importância do trabalho da entidade no atendimento à assistência social, educação e saúde.

“Minha convivência com as Apaes vem desde a infância, quando aprendi a respeitar e ver esse trabalho tão importante feito pela instituição. Nas minhas idas ao interior, tenho visitado unidades para conhecer melhor. Farei o máximo que puder por essa instituição, que é tão importante para Minas e para o Brasil”, afirmou Romeu Zema.

Crédito: Renato Cobucci/Imprensa MG

Neste mês, o governador doou o valor de R$ 8.796,41 relativos ao salário líquido como chefe do Executivo mineiro à Apae de Papagaios, na região Centro-Oeste de Minas. O repasse atendeu compromisso firmado durante a campanha de não receber o salário até que todo o funcionalismo público esteja recebendo em dia. Até que isso ocorra, outras instituições filantrópicas serão contempladas com o mesmo valor. 

O presidente da Feapaes-MG, Jarbas Feldner de Barros, explica que o recebimento de recursos da sociedade e de entes governamentais é essencial para a manutenção das atividades da entidade.

“Temos parcerias com os governos federal e estadual. O Estado, por exemplo, nos fornece professores para as aulas nas nossas unidades. Essa parceria com o governo é essencial, já que nossas receitas vêm disso e de doações de sócios contribuintes. É um trabalho que todo dia é um desafio e a manutenção do serviço depende de recursos”, pontua.

Assistência Social

 Além de disponibilizar professores, outro auxílio prestado pelo Governo de Minas Gerais às Apaes é na área da assistência social. O programa “Casa Lar” é ofertado pela associação, em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, e foi criado para abrigar usuários da extinta Fundação Estadual para o Bem Estar do Menor (Febem).

 A atual gestão colocou em dia os repasses do programa, que deixaram de ser pagos pelo governo anterior. Neste ano, a secretaria já transferiu R$ 2,6 milhões para todas as 41 casas-lares existentes no estado e que atendem cerca de 290 pessoas. A secretária Elizabeth Jucá também participou da reunião nesta segunda-feira.

Crédito: Renato Cobucci/Imprensa MG

O presidente da Apae de Araxá, Ronaldo José Rocha, explica que a entidade presta atendimento a pessoas com deficiência física e intelectual de oito cidades da região. Essas pessoas são encaminhadas pelas secretarias municipais de saúde e, por meio do Centro Especializado de Reabilitação, recebem atendimento de profissionais de diversas áreas da saúde, como médicos, fisioterapeutas e psicólogos. Há ainda oferta de ensino e programas voltados a idosos. 

“O custo para manter uma Apae é muito alto. Atendemos pessoas carentes, de outros municípios, damos alimentação, fornecemos cadeiras de roda, cadeiras para banho, próteses. Tudo isso com recursos da própria Apae. É um trabalho fundamental”, avalia Rocha.

O deputado federal Eduardo Barbosa defende os repasses para as Apaes. “Essas associações são uma referência. Sempre que posso, eu ajudo, destinando minhas emendas parlamentares para auxiliar o trabalho delas”, disse.

Também participaram do encontro representantes da Apae de Araxá, Belo Horizonte e da Feapaes-MG.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here