Secretaria de Saúde implanta melhorias no fornecimento de Oxigênio a pacientes

0
86

Com o intuito de mostrar as melhorias e avanços que a atual Administração Municipal tem realizado no sistema público de saúde, a Secretária Municipal de Saúde, Denise Fonseca, reuniu parte de sua equipe e realizou, na tarde desta quarta-feira (03), uma coletiva de imprensa para informar sobre as mudanças no serviço de fornecimento de oxigênio oferecidos aos pacientes com doenças pulmonares graves.

De acordo com a Secretária, o sistema de cilindros estão sendo substituído por Concentradores de Oxigênio, um aparelho elétrico e mais seguro. O novo aparelho realiza a captação do ar existente no ambiente e o purifica para uso, facilitando a respiração. Com o novo aparelho, os pacientes poderão se locomover mais facilmente, realizar pequenas viagens, participar de interações sociais que, até então lhes eram restritas devido ao peso, tamanho e perigo do transporte dos cilindros de oxigênio, que podem até explodir caso sejam danificados. Além disso, o aparelho tem uma bateria para 12 horas e caso falte energia, ainda é fornecido ao usuário uma “bala” de oxigênio até que a Cemig restabeleça o serviço. “Nós estamos investindo, aproximadamente, R$240.000,00 por ano no novo sistema que tem capacidade para atender até 200 pacientes”, ressaltou a Secretária, que informou que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) atende atualmente a 150 pacientes.

A Diretora da Atenção Básica, Milce Burgos, destacou que todos os pacientes foram visitados previamente e receberam orientações técnicas sobre o uso dos Concentradores de Oxigênio. Os pacientes também foram informados sobre um subsídio da CEMIG de 10 a 65% no valor da conta de energia, conforme a renda familiar, uma vez que o novo aparelho é movido por eletricidade. Para conseguir o benefício é necessário que o paciente procure o CRAS da sua região e faça o cadastro único e apresente toda a documentação para conseguir o desconto. “Essa tecnologia já é realidade em grandes centros como Uberlândia e Belo Horizonte, com excelentes experiências e acreditamos que o novo sistema facilitará muito a vida dessas pessoas e promoverá um aumento na qualidade de vida dos nossos pacientes”, destacou Milce.

Durante a coletiva, o representante do Núcleo Ampliado à Saúde da Família, Sérgio da Mata e o Fisioterapeuta, Fabrício Rocha, explicaram sobre o funcionamento do equipamento, que possui uma bateria interna de até 12 horas de carga, que é ativada quando ocorre a interrupção de energia para o aparelho. Eles explicaram ainda que junto com o Concentrador de Oxigênio, os pacientes terão um cilindro que deverá ser usado somente em caso de urgência como defeito do equipamento ou falta de energia superior às 12 horas da bateria. Fabrício destacou ainda que, em caso de defeito, os pacientes deverão ligar para uma central de atendimento e solicitar os reparos que deverão ocorrer dentro de 24 horas. A expectativa é que a empresa que ganhou a licitação possa fazer a troca dos cilindros pelos novos aparelhos em, no máximo, 20 dias.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here