Coluna: Como comemorar o Dia da Água sem o tratamento de esgoto em Patos de Minas?

0
490
Foto: Ilustrativa

É hora de olharmos para o nosso bem natural mais precioso

Hoje é comemorado o Dia Mundial da Água! A data foi instaurada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1993, a fim de discutir assuntos relacionados aos problemas de abastecimento de água potável; aumentar a consciência pública a respeito da água e fazer com que os governantes tenham mais atenção para com esse assunto.  Mas se tratando de um contexto municipal, como comemorar esse dia sem o tratamento de esgoto em Patos de Minas?

Sei que o problema não acontece somente em nosso município, mais de 80% das águas residuais, incluindo o esgoto, são despejadas no meio ambiente sem ser tratadas em todo o globo, mas em Patos de Minas é diferente, houve a preocupação quanto ao saneamento básico, foi assinado um contrato com a Copasa, empresa responsável pela coleta e tratamento do esgoto municipal, mas desde então não estamos vendo nenhum resultado na cidade quanto a esse serviço.

Os ambientalistas discorrem que o esgoto está sendo jogado in natura no Rio Paranaíba, fonte de toda água que é disponibilizada a todos os patenses em nossas torneiras, a população critica a situação do rio, a Copasa responde que somente 30% do esgoto está sendo coletado na cidade e 80% será a partir de maio.

Recentemente a mesma empresa assumiu o atraso no serviço, fez uma proposta “descabida” ao município, o mesmo contrapropôs, pedindo que a taxa de esgoto não seja cobrada por nove anos; a empresa assim segue analisando a proposta e no meio do caminho foi surpreendida com uma decisão liminar quanto à ação popular contra o contrato feito entre a Prefeitura e a Copasa, que impede a cobrança da taxa, mas ela ainda não foi notificada e segue falando que a taxa deve sim ser paga.

Indiferente da taxa ser paga ou não – é claro que todos querem que ela não seja mais cobrada – neste dia não temos o que comemorar! A falta de tratamento de esgoto polui o nosso rio, degrada o meio ambiente, além disso, coopera para que seja “servida” uma água poluída a nossa população patense, o tratamento de esgoto é também assunto de saúde pública, está comprovada por vários institutos, como o Trata Brasil, que onde não há o tratamento as pessoas são mais propensas a doenças.

Felizmente, ainda tem chovido em nosso município, mas mesmo assim não é o suficiente para que a nossa “caixa d’água” sirva como reservatório para todo o resto do ano é necessário nos conscientizar quanto ao desperdício e além de cobrarmos dos nossos governantes que a taxa não seja paga, cobrar também deles que o serviço de tratamento seja concluído, pois a não cobrança da taxa de esgoto apenas acabará com as despesas financeiras de cada um dos populares, mas não impedirá a poluição em nosso rio. A não cobrança da taxa de esgoto é uma vitória, mas não podemos aceitar que o nosso rio continue sendo tratado como está sendo!

Autor: André Martins

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here