PM aprende três pessoas com armas, carro furtado e drogas

0
533

Dois deles estavam foragidos da justiça

Na manhã de hoje (27), a Polícia Militar aprendeu dois indivíduos foragidos da justiça e vários objetos no bairro Jardim Itamarati, em Patos de Minas.

A Polícia Militar em Patos de Minas recebeu informações de que havia dois indivíduos foragidos da justiça no bairro Jardim Itamarati. De posse das informações recebidas, os policiais militares abordaram um casal saindo de um Supermercado no citado bairro.Em consulta ao sistema informatizado, ficou constatado que havia um mandado de prisão em desfavor de Júlio César Silva Soares.

Ao ser realizada busca pessoal foi encontrado de posse do autor a quantia de R$ 1.094,25 (um mil e noventa e quatro reais e vinte e cinco centavos). Depois da abordagem, a PM se deslocou até a residência do casal, na Rua João Batista de Lacerda, onde também se encontrava Lucas Rodrigues Ribeiro Barbosa, o qual, também possuía mandado de prisão em seu desfavor, além de Jenifer Jessica Gonçalves .

No interior do imóvel foi localizado um veículo VW Golf, produto de roubo na cidade de Iraí de Minas, uma arma de fogo tipo pistola calibre .40, carregada com seis munições intactas; 30 munições .40 e 01 munição calibre .38; um rádio de comunicação tipo HT sintonizado na frequência da Polícia Militar, dois tabletes de substância semelhante a maconha e mais uma bolsinha contendo R$ 53,65.

De posse dos objetos, os dois foragidos e a autora Jenifer Jessica Gonçalves foram apreendidos. A menor que estava na companhia do autor Júlio César Silva Soares foi apreendida sendo que o Conselho Tutelar acompanhou o desenrolar da ocorrência.

A criança que estava com o casal ficou sob os cuidados do Conselho Tutelar de Patos de Minas que a encaminhou a um local adequado para tutela de crianças. O veículo foi removido ao pátio de veículos credenciado pelo serviço de guincho.

Os autores são suspeitos de diversos delitos em Patos de Minas e na região, inclusive os dois foragidos, em datas anteriores, foram reconhecidos pelas vítimas como sendo autores de roubo.

 

Deixe uma resposta