Festival Patos & Viola seleciona finalistas

0
306

Os selecionados na terceira edição do Festival Patos & Viola animaram o domingo no Parque de Exposições e agradaram os ouvidos do público que esteve na Fazendinha, para conferir a segunda etapa do Concurso.

Entre os dias 26 de abril e 05 de maio, as 21 melhores canções inscritas foram escolhidas. Sete representantes de cada categoria se prepararam para outro processo avaliativo, que foi realizado nesse domingo, 21.

Para concorrer, as canções obrigatoriamente precisavam ser inéditas e originais, com temática livre, e se encaixar nas categorias Caipira, Sertanejo ou Instrumental. Das 21 selecionadas, 15 foram escolhidas. São elas:

 

CATEGORIA CAIPIRA

  1. A Verdade Seja Dita (Trio Revelação de Minas): Patos de Minas – MG
  2. A Viola é o Mastro (Karoline & Pâmela Viola): Poxoréu – MT
  3. Espelho do Mundo (Zé Tropeiro e Villar): Patos de Minas – MG
  4. Rainha de Dez Cordas (Wisley & Douglas): Araxá – MG
  5. Viola Irmã (Léo Dias & Ricardo): Patos de Minas – MG

 

CATEGORIA INSTRUMENTAL

  1. Enche Pista (Garotos de Patos): Patos de Minas – MG
  2. Guiacá (Bruno & Felipe): Uberlândia – MG
  3. Pagode em Minas (Claudinei Viola): Patos de Minas – MG
  4. Revoada Silenciosa (Raphael Vital): Três Lagoas – MS
  5. Serena (Geo Viola): Patos de Minas – MG

 

CATEGORIA SERTANEJO

  1. Amor de Sertanejo (Banda Comser-tão): Arinos – MG
  2. A Rosa (Vane Pimentel): Patos de Minas – MG
  3. Machuca (Nice Figueiredo): Patos de Minas – MG
  4. Mãe Natureza (Rio Preto & Riachinho): Unaí – MG
  5. Súdito da Realeza (Valmir Fidelis): Patos de Minas – MG

 

O Festival nasceu em 2015 com o objetivo de ressaltar a música sertaneja que engrandece a Festa Nacional do Milho há 58 anos. Desde então, tem crescido gradativamente. Em 2016 foram mais de 170 inscritos. Neste ano, mais de 200 concorrentes de vários cantos do país entraram na competição.

Homens e mulheres de diferentes faixas etárias, dos estados da Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo marcaram presença nas edições anteriores. E pela primeira vez, Mato Grosso e Santa Catarina estrearam no concurso patense.

Os competidores, iniciantes e veteranos, foram avaliados por um juri rotativo composto por pessoas do meio artístico de notório saber musical, grande ética profissional e que possuem conhecimento necessário para avaliação técnica dos quesitos cobrados pelo Festival.

O coordenador do projeto, João Otávio Coelho, ressaltou o envolvimento e confiança dos artistas em relação ao evento: “A grande participação de inscritos mostrou que esses três anos foram suficientes para ganharmos a credibilidade do público. Hoje, todo mundo teve a oportunidade de ver de perto o talento e a dedicação desses artistas. Só temos o que agradecer. Nossas expectativas foram supridas.”

Enaltecendo as tradições e animando ainda mais os corações sertanejos, pela primeira vez na Fenamilho, a Orquestra São Gonçalo de Música Sertaneja de Patos de Minas marcou presença. A apresentação surpreendeu a plateia com a qualidade da performance. Composta apenas por violão e viola, os músicos do grupo tocaram e cantaram no encerramento do evento.

A Orquestra foi criada em 8 de abril de 2016 em uma reunião de amigos e entusiastas. O grupo é composto por cerca de 40 pessoas e em apenas um ano de existência já realizou nove apresentações regionais.

Despontando no cenário cultural patense, os músicos de ambos os gêneros com idades entre 13 e 77 anos já se apresentaram no Balaio de Arte e Cultura, no Congresso Mineiro de Inovações Agropecuárias (Comeia), eventos religiosos, cerimônias da Prefeitura Municipal, entre outros.

O nome veio em função do padroeiro dos violeiros. Segundo a história, São Gonçalo do Amarante foi um padre português que ia até a zona boemia e colocava prego nos sapatos para não pecar. Lá ele tocava para as prostitutas, pois acreditava que se as mesmas estivessem dançando, elas não pecariam.

Agora, no dia 28 de maio, próximo domingo, ocorre a final da terceira edição do Festival Patos & Viola. Os portões serão abertos e a população está convidada para conhecer os cinco vencedores de cada categoria a partir das 16h, na Fazendinha Cultural Adão Marins.

Todos os colocados do 1° ao 5° lugar receberão um troféu e uma faixa de gravação no CD do Festival. Entre os três primeiros será distribuído um montante de R$30.000,00 em dinheiro, a maior premiação de festivais sertanejos do Brasil.

Deixe uma resposta