Campanha de vacinação contra a gripe tem início em Patos de Minas

0
339

Serão disponibilizadas, aproximadamente, 37.600 doses da vacina no Município

Começou, nesta segunda (17), a 19º Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza em Patos de Minas. O período de vacinação é de 17 de abril a 26 de maio e serão disponibilizadas, aproximadamente, 37.600 doses da vacina para a população patense, distribuídas em todos os postos de saúde. Neste primeiro momento, 8 mil doses estarão disponíveis. O dia “D” de mobilização contra a gripe acontecerá dia 13 de maio. O objetivo é imunizar 90% dos grupos elegíveis para a vacinação.

A influenza é uma infecção viral aguda, que afeta o sistema respiratório e que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente, nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção. A síndrome gripal, que se caracteriza pelo aparecimento súbito de febre, cefaléia, dores musculares (mialgia), tosse, dor de garganta e fadiga, é a manifestação mais comum. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém‐contaminadas por secreções respiratórias, pode levar o agente infeccioso direto à boca, olhos e nariz.

Devem tomar a vacina, crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores de saúde; povos indígenas ; indivíduos com 60 anos ou mais de idade; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis e outras condições clínicas especiais independe da idade e professores na ativa da educação infantil, ensino fundamental, médio e superior das escolas públicas e privadas.

A campanha tem como objetivo reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza. A Organização Mundial da Saúde (OMS) calcula que a influenza acomete 5 a 10% dos adultos e 20 a 30% das crianças, causando 3 a 5 milhões de casos graves e 250 mil a 500 mil mortes todos os anos, no mundo. Alguns estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% no número de hospitalizações por pneumonias, de 39% a 75% na mortalidade global e em, aproximadamente, 50% nas doenças relacionadas à influenza.

Os documentos para apresentar no ato da vacinação são, em todos os casos, cartão de vacinas e documento de identificação pessoal; para as puérperas, documento pessoal e documento que comprove a gestação (certidão de nascimento do filho ou cartão de gestante); professores e trabalhadores da saúde deverão apresentar documento pessoal e documento que comprove vínculo ou categoria profissional (contracheque, crachá, entre outros) e o grupo de portadores de doenças deverá apresentar a prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina.

Fonte: Ascom Prefeitura de Patos de Minas

Deixe uma resposta