2º Lira desse ano aponta médio risco em infestação do Aedes Aegypti em Patos de Minas

0
222

Cerca de 3.800 imóveis receberam visitas dos agentes e resultado de 1,9 é considerado de médio risco

O segundo LIRAa (Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti) do ano de 2017 foi realizado nos dias 7, 8 e 9 de março pelo Programa Municipal de Combate à Dengue (PMCD). Os agentes de combate às endemias visitaram cerca de 3.800 imóveis em todos os bairros da cidade.

Foram encontrados diversos recipientes com a presença de larvas e pupas, sendo tambores de água e barris os principais criadouros. Os materiais coletados foram encaminhados para o laboratório e, de acordo com análise, foi constatado o índice de infestação predial do município de 1,9, considerado de Médio Risco.

Segundo a coordenadora do PMCD, Sueli de Sousa, os bairros com maior incidência de focos foram: Cristo Redentor, Nossa Senhora Aparecida, Santa Terezinha e São José Operário. “A partir de agora, o PMCD vai elaborar estratégias de combate nesses bairros identificados. Toda a população precisa abrir as portas dos seus imóveis e autorizar que o agente de combate às endemias entre e faça seu trabalho de combate. Só assim venceremos a guerra contra o mosquito”, esclareceu Sueli.

Os Agentes de Combate às Endemias trabalham devidamente uniformizados e, em caso de dúvidas, o PMCD sugere que o morador pergunte ao agente o nome completo e a matrícula e, após, entre em contato com o PMCD pelo 3822-9755. Dessa forma, os diretores do órgão irão checar a informação e dar retorno imediato aos moradores, para que, com segurança, eles possam franquear a entrada do servidor no domicílio.

“É necessário ressaltar que a colaboração de toda a população é essencial para que o trabalho de prevenção e combate ao mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya, Zika vírus e Febre amarela sejam eficazes”, reforçou a coordenadora.

 

Deixe uma resposta