Vídeo: PC apresenta mandantes dos incêndios em Patos de Minas

0
3183

 

 

A Polícia Civil apresentou na manhã desta quinta-feira (23), os mandantes dos incêndios a ônibus em Patos de Minas. Eles teriam participado também do incêndio a uma viatura policial. Foram presos um total de 19 pessoas, 7 estão foragidos. As investigações começaram há 5 meses.

De acordo com a PC, esses crimes vão muito além de uma retaliação a Polícia. Eles estariam realizando diversas ações a mando de uma facção criminosa da Capital.

Segundo o Delegado de Crime a Pessoa, Érico Rodovalho, tudo teria começado após a morte de Luís Fernando, conhecido como “Leitão”, em dezembro do ano passado, devido a uma briga por pontos de drogas na parte alta da cidade entre Bruno Said (preso) e Felipe Junio Borges, que está foragido.

Devido a isso, o grupo de Said, a mando de criminosos da Capital, estaria tentando a vida do autor do homicídio de “Leitão”, que seria Luan, também preso nesta operação. De lá para cá várias tentativas de homicídio foram realizadas, sem sucesso.

Só que ao tentar matar um adolescente, no bairro Jardim Aquarius, comparsa de Luan, uma criança foi atingida ( http://www.noticiasdasgerais.com.br/2017/02/15/crianca-e-adolescente-sao-atingidos-por-tiros-no-bairro-alto-colina/), como a facção criminosa não concorda que pessoas inocentes sofram com as suas ações, eles cobraram uma resposta do comando de Said.

De acordo com Ewerton Evangelista, Delegado de Repressão ao Tráfico de Drogas, a resposta dos criminosos foi incendiar primeiramente uma viatura policial e logo depois os dois ônibus coletivos, um no bairro Jardim Califórnia (http://www.noticiasdasgerais.com.br/2017/02/18/dois-homens-incendeiam-onibus-coletivo-no-jardim-california/ ) e outro no Quebec (http://www.noticiasdasgerais.com.br/2017/02/22/criminosos-incendeiam-onibus-coletivo-no-bairro-quebec/).

A Polícia Civil agiu rápido e apreendeu Bruno Said mais dois comparsas em Uberaba, além de sua companheira. 13 pessoas foram apreendidas em Patos de Minas, outros dois em Uberlândia e Araxá. Outros sete estão foragidos, entre eles Felipe Junio.

O Delegado Regional de Polícia Civil, Luis Mauro Sampaio, disse que trabalha para aprender agora os executores dos incêndios aos ônibus e a viatura. Ele ainda espera que esses crimes possam cessar “ Que voltemos a uma situação de normalidade”.

André Martins  

 

 

Deixe uma resposta