Funcionários da Biblioteca Municipal João XXIII buscam incentivar patenses a ter o hábito da leitura

0
190

Membros da Secretaria de Cultura discutiram novos projetos visando ao incentivo à leitura, projetos culturais e melhorias estruturais da biblioteca

O fortalecimento do trabalho literário e cultural junto às crianças e jovens de escolas de Patos de Minas, bem como a estruturação de uma biblioteca itinerante são algumas das ações que deverão ser implantadas para incentivar a leitura e pesquisa na Biblioteca Municipal João XXIII. Elas foram traçadas durante reunião, esta semana, com funcionários da biblioteca, diretores e o secretário da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer. O plano de ação ainda contempla a criação de uma nova imagem visual nas paredes externas e internas do espaço.

Outro ponto debatido pela equipe é a busca de soluções visando a uma maior segurança na sede da biblioteca. Atualmente, a instituição funciona na rua José de Santana nº 119, espaço que também abriga a Secretaria Municipal de Cultura. A Secretaria de Infraestrutura já programa, para os próximos dias, a realizar a capina no entorno da Biblioteca.

As discussões levantadas pelos funcionários da João XXIII foram pontuais e as ações, tanto de incentivo à leitura e à pesquisa quanto de melhorias estruturais, já começam a ser colocadas em prática. No âmbito de promoção de atividades culturais e de leitura, a Biblioteca contará com uma servidora que irá coordenar ações junto às escolas municipais, estaduais e particulares neste próximo ano letivo.

Já o projeto “Biblioteca Itinerante”, que percorrerá não só os bairros da cidade, mas distritos na área rural do município, também será colocado em prática nos próximos dias. Para isso, uma sugestão encaminhada à secretaria por um dos líderes do movimento hip hop de Patos de Minas, Marcos André Silva Lara será implantada. A idéia consiste em colocar em prática uma parceria para a realização do projeto, através do uso de uma “Geladeiroteca Móvel”. A iniciativa consiste em uma antiga geladeira, cujas prateleiras foram transformadas em espaços para colocação de livros e até de TV e aparelho de som, para a contação de histórias. A “Geladeiroteca” é um projeto conhecido em cidades como Sertãozinho e Araraquara (São Paulo) e Blumenau e Indaial (Santa Catarina).

Autor: Ascom Prefeitura de Patos de Minas

Deixe uma resposta