Endividamento das famílias cai ao menor nível em quase sete anos

0
136

Número de famílias com dívida recua para 55,6%, menor taxa desde junho de 2010. Inadimplência também recuou no início do ano

O ano começou com o endividamento dos brasileiros em queda. Em janeiro, 55,6% das famílias possuíam algum tipo de dívida – esse foi o menor nível desde junho de 2010, quando essa taxa estava em 54%.

Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), entidade responsável pela pesquisa, o percentual de inadimplentes também recuou. Passou de 23% em dezembro para 22,7% em janeiro.

“Entre os fatores que contribuíram para a redução do endividamento estão a sazonalidade do período, após o recebimento do décimo terceiro salário, que permite a quitação de dívidas, além da redução do crédito, associada a um menor consumo das famílias”, relatou a economista da CNC Marianne Hanson.

Na comparação com dezembro, houve queda de endividamento em todas as faixas de renda. Para as famílias que ganham até dez salários-mínimos, o percentual das com dívidas foi de 57,5% em janeiro de 2017. No mês passado, esse percentual foi maior, de 58,5%. Em janeiro de 2016 o valor era ainda superior, estava em 63%.

Endividamento por faixa de renda

Para as famílias com renda acima de dez salários-mínimos, o percentual de endividadas passou de 47,6% em dezembro de 2016 para 46,1% em janeiro de 2017. No primeiro mês do ano passado, o percentual de famílias com dívidas nesse grupo de renda era de 54,3%.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic Nacional), que é apurada mensalmente pela CNC desde janeiro de 2010. Os dados são coletados em todas as capitais dos estados e no Distrito Federal. Para essa edição foram ouvidos cerca de 18.000 consumidores.

Autor: Portal Brasil

Deixe uma resposta